Receita Pão de Cacete


Farinha de Trigo 3Kg
Água 2,75l
Sal 80g
Fermento 600g
Açúcar 100g
Melhorante 50g
Manteiga 130g

Introduza todos os ingredientes dentro da Amassadeira Espiral (farinha de trigo, água a 2 ºC, melhorante e sal) e deixe amassar em 1ª velocidade (durante 4 minutos) e em 2ª velocidade (durante 10 minutos). Quando atingir os 9 minutos totais de amassadura acrescente o fermento.

Faça empelos de 8Kg e divida-os em 20 unidades utilizando a Divisora Manual. Não se esqueça de enfarinhar bem os empelos de massa.

Tenda as peças em forma de barra utilizando a Formadora de Cacetes.
Para isso deve afinar a máquina par dar a “barriga” no meio.

Coloque as peças em tabuleiros ondulados perfurados, previamente untados (exceto se estes forem de teflonados), e leve à estufa durante 60 minutos.

Por último, faça três cortes transversais nas peças e leve ao forno de lar durante 22 minutos a uma temperatura de 230 ºC.

Untitled-5

Untitled-4

Anúncios

Receita Pão Biju


Farinha de Trigo 5Kg
Água 2,5l
Sal 100g
Fermento 100g
Melhorante 50g

DSC_0342-papo-seco

Entre os 7 e 10 minutos do tempo total de amassadura coloque o fermento.
Depois de preparada, coloque a massa em cima da mesa e deixe repousar entre 5 a 10 minutos.

Faça empêlos de 1,6Kg de massa e corte-os na Divisora Semiautomática.
Coloque as unidades de massa em cima da mesa de trabalho e polvilhe-as de farinha.
Dobre os tacos de massa e estique-os até que fique com as extremidades ligeiramente aguçadas.

Coloque-os em tabuleiros de persiana e leve à Câmara de Fermentação durante cerca de uma hora (mediante a temperatura e humidade existentes na estufa).

Finalmente, leve ao forno elétrico entre os 240 e 260 ºC durante 11 minutos.

Abaixo apresentamos os trabalhos manuais da massa por fotografias.

 

Receita Pão de Água


INGREDIENTES

Farinha de Trigo 10Kg
Água 9l
Fermento 200g
Sal 200g
Melhorante 100g

Coloque a farinha, o sal, o melhorante e a água (5,7l, cerca de 60% do total de água) dentro da tina da Amassadeira Espiral e amasse em 1ª velocidade durante 2 a 3 minutos.

Logo que o preparado de massa ganhe consistência (liga), aumente a rapidez de amassadura para a 2ª velocidade e durante o processo de amassadura, acrescente, pouco a pouco, a restante quantidade de água (o fermento poderá vir diluído na água).

O tempo de amassadura em 2ª velocidade deverá ser de 15 minutos, totalizando cerca de 18 minutos de amassadura.

De seguida, retire o preparado para o Estancador e deixe levedar durante 60 minutos.

Depois de levedada, leve a massa em empelos de 1,8Kg para a Divisora Manual, destranque a prensa e corte em 30 porções (60g).

Por último, leve ao forno elétrico a uma temperatura de 220º C durante cerca de 13 minutos.

 

Escola transformada em Museu de Pão


Parabéns a esta iniciativa desenvolvida pela Junta de Freguesia de Gimonde em Bragança. São ações como estas que a padaria necessita!

“Gimonde constrói Museu do Pão

» Projecto engloba a realização de actividades durante todo o ano alusivas ao ciclo do pão
A antiga escola primária de Gimonde, no concelho de Bragança, vai ser transformada num museu. O edifício já não recebe alunos há cerca de seis anos e vai agora ser transformado num espaço que retrata a história daquela freguesia.
O presidente da Junta de Freguesia, Vítor Alves, diz que o objectivo é mostrar a quem visita a aldeia todo o ciclo do pão.
“É um sonho antigo que nós temos para a freguesia. É um projecto que nós intitulamos o ciclo do pão, que engloba o aproveitamento da antiga escola primária para a implementação do museu do pão, com forno, e com todos os instrumentos que eram utilizados antigamente para cozer o pão”, explica o autarca.
Este projecto contempla, ainda, a realização de actividades durante todo o ano, através de parcerias locais.
“A aldeia de Gimonde sempre foi conhecida pelo pão. Por isso, para este projecto temos parcerias com as duas padarias que existem na aldeia e com os restaurantes locais, tendo em conta que o pão também está associado à boa gastronomia”, enfatiza Vítor Alves.
A Junta de Freguesia aposta neste espaço cultural para atrair ainda mais turistas a Gimonde.

“É uma forma de termos actividades complementares ao turismo rural que existe na aldeia. Há muita gente que nos visita e em termos culturais muitas vezes não temos oferta significativa. Com este projecto pensamos que eles poderão sair da aldeia mais satisfeitos e com vontade de regressar”, salienta Vítor Alves.

Este projecto representa um investimento de 39 mil euros, comparticipados por fundos comunitários, através de uma candidatura apresentada pela Junta de Freguesia à Corane.
Depois de ter conseguido o financiamento, a Junta de Freguesia prevê que as obras do museu arranquem ainda durante este ano.”

Fonte: http://www.jornalnordeste.com/noticia.asp?idEdicao=489&id=19232&idSeccao=4359&Action=noticia#.UkSDtYakodk