Pastel de nata à conquista de França


O pastel de nata é mesmo uma iguaria à escala mundial.

Agora são os franceses que decidiram fazer uma reportagem a algumas casas portuguesas, que diariamente fabricam para Portugal e para o mundo. Veja a reportagem em algumas casas portuguesas

Pastéis de Belém

O Pãozinho das Marias

By Foods

Reportagem: https://www.tf1.fr/tf1/jt-20h/videos/le-grand-format-les-secrets-des-pasteis-de-nata-au-portugal-65588651.html

Pão de Deus


6a273866877b4dde02aa4d7a49016ba1765047

Farinha de trigo 10Kg
Sal 150g
Melhorante (brioche) 500g
Fermento 600g
Água 6l
Margarina 1Kg
Leite em pó 2Kg
Ovos 30un.
Açúcar 1Kg
Açúcar em pó q.b.
Coco q.b.

PREPARAÇÃO

Coloque todos os ingredientes (à exceção do fermento) dentro da tina da Amassadeira
Espiral e deixe amassar durante 3 minutos em 1ª velocidade e cerca de 7
minutos em 2ª velocidade. Entre os 7 e 10 minutos do tempo total de amassadura adicione o fermento.

Depois de amassada, deixe repousar a massa entre 5 a 10 minutos em cima da mesa
de trabalho.
Faça empêlos de 1,6Kg de massa e divida em 30 unidades utilizando a Divisora
Semiautomática.

De seguida enrole manualmente as unidades de massa em formato de bola e
adicione açúcar e coco no topo. Coloque em tabuleiros e leva à Câmara de Fermentação durante 40 minutos.
Depois de fermentados polvilhe com açúcar em pó e, por último, leve ao forno entre
os 200 e 210 ºC durante 10 a 12 minutos.

Não há farinha para folares


Os produtores mundiais de farinha reúnem-se, hoje, para discutir a escassez da farinha para os folares da Páscoa.

Parece que não há muitas alternativas à falta do principal ingrediente da indústria da panificação.

Enquanto não forem divulgadas mais informações, o grupo recomenda que usufruam dos folares que ainda encontrarem.

Dia 1 de abril de 2021

Reflexo da crise pandémica na padaria


Panificadora do Areeiro

A pandemia veio e trouxe com ela uma forte crise económica e social.

No setor da panificação, a crise vê-se em toda a sua plenitude: nos sacos de farinha, nas máquinas paradas, nos poucos padeiros e pasteleiros… nas montras e nos poucos clientes.

Uma boa reportagem do Diário de Notícias à Panificadora do Areeiro.

https://www.dn.pt/local/fazer-pao-em-casa-foi-sol-de-pouca-dura-13289297.html

Adeus Padeiro dos Refugiados


Dionisis Avranitakis, padeiro da ilha de Kos, na Grécia, símbolo da solidariedade para com o povo refugiado sírio, faleceu no dia 17 de fevereiro de 2019.
Avranitakis ficou conhecido por oferecer pão e bolos a centenas de refugiados que chegavam a Kos, um dos locais mais afetados pela crise humanitária sírio de 2016.

O padeiro de Kos recebeu o Prémio Sociedade Civil 2016, do Comité Económico e Social Europeu (CESE), foi, é e será um exemplo para toda a humanidade, enaltecendo a sua profissão e o povo grego.

Leia o artigo aqui

Pastel de nata conquista David Beckam


É bem verdade, o pastel de nata está disseminado em muitas culturas e inúmeros países, identificando-se como uma das iguarias embaixadoras de Portugal, que diversas personalidades sabem reconhecer e deixam-se encantar.

Desta vez foi David Beckam, o famoso ex-futebolista inglês, que se rendeu à iguaria portuguesa, sendo um freguês assíduo da pastelaria “Café de Nata” que é propriedade de gente lusa, em Londres, Reino Unido.

Leia o artigo completo do Jornal o Público no link abaixo.

Link

Feira Intersicop é já em Fevereiro


A Intersicop é já em Fevereiro. De 23 a 26, em Madrid, realiza-se a maior feira do setor de panificação em Espanha.

A feira Intersicop, que tem sofrido algumas transformações edição após edição, assume uma posição estável no “campeonato das feiras europeias”, com uma forte preponderância para a economia espanhola, nomeadamente no setor de panificação.

A edição de 2019 será a nona edição da feira que é organizada pela IFEMA.

Ingredientes, matérias-primas, equipamentos, fornos e outras soluções para padaria, pastelaria, gelataria e café são alguns motivos para visitar a Intersicop.

Site Intersicop

A magia de fazer pão


Fazer pão é algo verdadeiramente mágico. Partilhamos convosco um vídeo disponível na página de Facebook Tasty Presents.

Uma peça muito bem desenvolvida que faz da padaria um setor incrivelmente mágico e querido por todos.

Veja com atenção todos os passos de Gus Reckel (antigo bancário), Edan Leshnick e Jeremy Jan.

“Bread takes time and patience… and things sometimes go wrong.” O pão precisa de tempo e paciência… e, por vezes, as coisas correm mal…

Massa velha, massa mãe, “masa madre”…


Muitos têm-nos questionado o que é ao certo uma massa mãe, uma massa velha ou simplesmente a “masa madre”. A resposta é muito simples e decidimos transcrevê-la de um texto do blogue Mexipan – uma feira de panificação do México.

Texto original:

“La masa madre no es ninguna novedad en el universo de la panadería, sin embargo, se ha popularizado entre muchos panaderos jóvenes que buscan volver a la preparación tradicional del pan. Ahora bien, ¿qué es? Podríamos llamarlo un elemento vivo compuesto de un cultivo mixto de levaduras y bacterias alimentadas con algún tipo de harina integral o en palabras más sencillas; una mezcla de agua y harina sin ningún tipo de levadura industrial añadida.”

Link

A massa mãe é, simplesmente, água e farinha (sem qualquer tipo de fermento adicionado) que é deixada a repousar durante muitas horas, para que, posteriormente, seja adicionada a outras massas tornando-a mais rica, tradicional e única.

IBA: maior feira de padaria do mundo


iba.de

A maior feira do mundo da panificação arranca no próximo dia 15 de setembro em Munique (Alemanha), finalizando a 20.

Um certame que reúne os principais players mundiais da panificação, pastelaria e snacks. Ingredientes, máquinas de padaria e pastelaria, serviços para o setor, tendências, tudo num único espaço.

Aqui moram as receitas de padaria oriundas de todo o mundo.

Conheça mais da feira através  do site www.iba.de

Ficou com água na boca para visitar a IBA?

Nós também =)