“Pan y Pizza”… conhece?


As palavras pão e pizza, traduzidas do título acima, são simples e igualmente sugestivas.

As bases, massas, embora tenham algumas similaridades implicam técnicas e proporções que “não se misturam”.

São 2 alimentos que o Homem produz e consome às toneladas diariamente e que dão o mote para um dos mais importantes sites agregadores de informação sobre a indústria da panificação espanhola.

“Pan y Pizza” é um portal de informação que reúne informação assumidamente interessante para quem trabalha no mundo do pao. Artigos, técnicas e opinião, tendências, onde algumas personalidades dão os seus testemunhos.

Tudo em espanhol, claro! Mas perfeitamente percebido e entendido pelo público português com fome de pão.

Visite o portal http://panypizza.com.

 

Anúncios

Feira Tecnipão já tem data marcada


A Feira mais importante para o setor de panificação português já tem data marcada para 2018.

Abril foi o mês escolhido para a realização do certame na Exposalão, localizada na Batalha em Leiria, bem no centro do país.

A realizar-se de 12 a 15 de abril, a Tecnipão será, certamente, a maior mostra de empresas que operam nas indústrias de padaria, pastelaria e outras complementares. Marque já na sua agenda.

 

Saiba mais no site da Exposalão.

http://www.exposalao.pt/displayFair/tecnipao

Pastelarias sem glúten, conhece alguma?


Embora seja uma variante da pastelaria ainda pouco conhecida ou de difícil acesso, é uma realidade que começa a ganhar muita procura.

Tal como acontecera em outras áreas da alimentação, a pastelaria sem glúten nasce de um nicho de mercado, grupos de pessoas intolerantes ao glúten, que procuram uma determinada categoria de alimentos para integrar a sua mais cuidada alimentação.

Arroz, massas, pão e a pastelaria. Um caminho que já se esperava mas que muitos pastelarias não têm visto ou não querem ver pois implica uma forma de trabalhar distinta da tradicional.

Ao pesquisar por pastelarias sem glúten na internet encontramos a dificuldade em encontrar uma pastelaria próxima da nossa área de residência. 

O site da Associação Portuguesa de Celíacos, APC, tem uma listagem mas disponibilizada para sócios.

Por isso, vamos divulgar algumas que encontrámos assim como a respetiva localização.

Conhece outras? Envie-nos para podermos atualizar esta listagem.

Futuramente falaremos mais deste tipo de pastelaria.


Sabores D’Avenida encerra portas.


Sabores d’Avenida, a pastelaria vencedora do programa televisivo Best Bakery em Portugal, informou que irá encerrar.

A jovem genial pasteleiro Cecília Cardoso utilizou a página do Facebook da Pastelaria para informar os seus fãs sobre esta decisão não justificando em concreto o porquê mas deixando antever algumas novidades. Assim esperamos!

Best Bakery, lembra-se deste programa?


Best Bakery foi o primeiro programa televisivo totalmente dedicado à pastelaria portuguesa.

Tendo como objetivo encontrar a melhor pastelaria de Portugal, o programa viajou de Norte a Sul de Portugal, sem esquecendo as ilhas, dando a conhecer a pastelaria portuguesa.

Um conjunto de episódios muito interessante. Não pela competição mas por todos os elementos culturais 3 sociais que foram transmitindo em cada casa, sempre que abriam a porta do fabrico.

A Sic ainda disponibiliza alguns conteúdos para quem quiser recordar ou não teve oportunidade de o acompanhar. Aqui fica o link: http://sic.sapo.pt/Programas/best-bakery

Padaria Dias ganha Concurso da Puratos


A Padaria Dias, de Fundão, mais concretamente do Parque Industrial de Tortosendo, foi a Padaria vencedora do concurso organizado pela empresa Puratos.

Intitulado de “O Melhor Pão Natural de Portugal”, o concurso reuniu inúmeras padarias de todo o país para apurar qual a melhor receita de pão natural.

Com uma Regueifa do Interior a Padaria Dias foi a grande vencedora deste concurso.

A Puratos é uma multinacional belga com filial em Portugal que produz e comercializa ingredientes para as indústrias da panificação e pastelaria, sendo um dos principais players do mercado.

Já conhece a regueifa folhada?


Foi numa padaria de Ermesinde que nasceu uma fusão de um dos pães mais tradicionais da zona Norte de Portugal, a regueifa folhada.

Agostinho Gomes,  padeiro e pasteleiro de profissão, há muito que tinha a ideia de criar um doce de camadas e recheios a partir da regueifa tradicional de Valongo. «Era um gosto que eu tinha, andei muito tempo de volta daquilo, apliquei-me e agora já ensinei a outras pessoas, mas ninguém consegue fazer igual», diz.


Depois de muito tempo a trabalhar na receita, conseguiu a liga perfeita entre a massa da regueifa e a massa folhada, em três variantes: com manteiga, canela e chocolate.

Fonte: http://www.evasoes.pt/comer/a-padaria-que-inventou-uma-regueifa-aos-folhos/

Amassadeiras – tina fixa (panificação)


Existem vários tipos de amassadeiras no mercado de panificação, que diferem do tipo de tecnologia e funcionalidade.

Alguns modelos com mais vantagens que outras mas que, só os profissionais que nelas operam, sabem escolher em benefício do seu próprio negócio e trabalho.

As amassadeiras são máquinas industriais criadas para o fabrico de massas de pão ou de pastelaria.

Possuem, um elemento de amassadura (garfo, braços ou gancho, as mais utilizadas no mercado pelas suas mais-valias), uma tina (muitas vezes confundida por balde das batedeiras) e um comando (digital, analógico ou tátil).

Neste artigo iremos apenas focar as amassadeiras de tina fixa.

Tal como o próprio nome indica, estas amassadeiras possuem as tinas fixas à estrutura da máquina.

Estas máquinas são utilizadas em unidades de padaria cuja produção de massa não será posteriormente trabalhada (pesada, dividida ou formada em grandes quantidades). A massa é preparada na tina fixa, é retirada manualmente para mesas de trabalho e posteriormente trabalhada.

As amassadeiras existem em diversas capacidades, na maioria das vezes de 15 a 150 quilos de capacidade de farinha (não de massa).
Descrevemos algumas das funcionalidades das amassadeiras de tina fixa.

As amassadeiras existem em diversas capacidades, na maioria das vezes de 15 a 150 quilos de capacidade de farinha (não de massa).
Descrevemos algumas das funcionalidades das amassadeiras de tina fixa.

  • Construção em ferro ou em aço inoxidável,
  • Elementos de contacto com as massas em aço inoxidável (convém). O aço deve ser AISI304, indicado para a indústria alimentar, nomeadamente o gancho e a tina,
    2 velocidades (na tina ou no gancho)
  • Centro da tina em cone para não rasgar nem sobreaquecer as massas,
  • Inversão de tina, para facilitar a remoção da massa de algumas áreas da tina (especialmente se esta for de grande capacidade),
  • Comando digital, analógico ou tátil,
  • Programação de tempos de trabalho em cada velocidade de trabalho
  • Dreno incorporado na tina para fácil limpeza e escoamento de líquidos dentro da tina,
  • Rodas para fácil movimentação,
  • Apoios antivibratórios para fixar a máquina na posição que se pretende, prevenindo a ocorrência de pequenos acidentes
  • Grelha na tina que impeça o operador de tocar com os membros superiores ao gancho da tina – importantíssimo

Futuramente falaremos de outro tipo de amassadeiras.

Fabrico Nacional: Paupério


Biscoitos Paupério
Quem tem acompanhado os episódios do programa televisivo “Fabrico Nacional” certamente deve ter percebido a importância de algumas marcas portuguesas, algumas seculares, na economia portuguesa e promoção da marca PT lá fora. 

Um dos últimos episódios foi a marca Paupério, uma fábrica de biscoitos localizada no norte do país em Valongo, que se dedica à arte da pastelaria desde 1874, num negócio familiar passado de geração em geração.

Para quem não teve oportunidade de ver o programa, partilhamos o link para visualização no final do artigo.

Aqui, poderemos cheirar um pouquinho do que é fabricado diariamente na fábrica Paupério. Biscoitos, bolachas, sortidos e muita história.

Parabéns à RTP por dar a conhecer algumas das marcas presentes no quotidiano português e, também, por promover a indústria e cultura portuguesa. Isto sim é serviço público.

Um episódio da autoria de Catarina Portas e de realização de Ricardo Freitas

https://www.rtp.pt/programa/tv/p34307/e6

Vieira do Minho abre curso de pastelaria 


Numa parceria desenvolvida entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional, o Centro Profissional de Mazagão e o Município de Vieira do Minho, foi iniciado um curso de formação em pastelaria.

Esta ação tem como objetivo a promoção de competências básicas no setor da pastelaria e irá decorrer até finais dos meses de Outubro, num total de 300 horas.

Mais informações no site do Município de Vieira do Minho.