A magia de fazer pão


Fazer pão é algo verdadeiramente mágico. Partilhamos convosco um vídeo disponível na página de Facebook Tasty Presents.

Uma peça muito bem desenvolvida que faz da padaria um setor incrivelmente mágico e querido por todos.

Veja com atenção todos os passos de Gus Reckel (antigo bancário), Edan Leshnick e Jeremy Jan.

“Bread takes time and patience… and things sometimes go wrong.” O pão precisa de tempo e paciência… e, por vezes, as coisas correm mal…

Anúncios

Bolo-rei, que tipos existem?


A época natalícia está a chegar e com ela muitas iguarias da pastelaria. Rabanadas, pão de jamón, panetone e, como não podia deixar de ser, o rei da festa, o bolo-rei.

A indústria da panificação tem crescido e várias tipologias de bolo-rei tem sido criadas para responder às exigências dos consumidores e, também, para lhes fazer crescer água na boca.

De facto, a família do bolo-rei tem crescido…

  • Bolo-rei, este ainda é o rei durante o Natal nas pastelarias. De massa doce, passas, frutos secos, vinho do porto e frutas  cristalizadas, o bolo-rei soma e segue.
  • Bolo-rainha, mais rico, é fabricado para aqueles que preferem deixar as frutas cristalizadas de lado. É sempre uma escolha requintada.
  • Bolo-rei tipo escangalhado, feito de massa de brioche recheada de apenas com frutos secos e chula que se diferencia pelo seu formato
  • Bolo-rei de chocolate, uma variante que é o resultado da força que este ingrediente tem na indústria e nos próprios consumidores.
  • … e quiçá outras tipologias desconhecidas por nós.

E vocês, qual preferem?

Já conhece a regueifa folhada?


Foi numa padaria de Ermesinde que nasceu uma fusão de um dos pães mais tradicionais da zona Norte de Portugal, a regueifa folhada.

Agostinho Gomes,  padeiro e pasteleiro de profissão, há muito que tinha a ideia de criar um doce de camadas e recheios a partir da regueifa tradicional de Valongo. «Era um gosto que eu tinha, andei muito tempo de volta daquilo, apliquei-me e agora já ensinei a outras pessoas, mas ninguém consegue fazer igual», diz.


Depois de muito tempo a trabalhar na receita, conseguiu a liga perfeita entre a massa da regueifa e a massa folhada, em três variantes: com manteiga, canela e chocolate.

Fonte: http://www.evasoes.pt/comer/a-padaria-que-inventou-uma-regueifa-aos-folhos/

Pão Alentejano no Porto


Uma prova de que o pão e a sua indústria ainda tem muito caminho por trilhar, muito por onde fermentar. Esta casa é apenas mais um exemplo de que o pão é uma excelente ferramenta gastronómica ao serviço do turismo português.

Leia o artigo completo aqui:https://nit.pt/buzzfood/restaurantes/intrigo-pao-alentejano-casa-gigante-no-porto

Pão branco tão saudável como pão de centeio


É bem verdade para nós. Este artigo do site zap.aeiou desmistifica a ideia de que pão branco é menos saudável que outros pães como o pão de centeio, pães escuros e com mais tempos de fermentação.

Leia o artigo completo: https://zap.aeiou.pt/afinal-pao-branco-pode-tao-saudavel-pao-integral-fermentado-162567

Como dar uma volta simples – massa folhada


PASSO 1 – estender a massa sob o comprido

PASSO 2 – pegar numa metade e sobrepor à outra metade (na figura: pegar a extremidade da direita e sobrepor à esquerda)

“nova massa estendida”

Dar-uma-volta-simples---massa-folhada

 

Veja este vídeo

Pastel de nata invade Rússia!


O pastel de nata, um dos ícones da pastelaria portuguesa, é, sem dúvida, um caso de sucesso à escala planetária. Ora prestemos atenção à história deste empresário russo que aposta na iguaria portuguesa para fazer crescer o seu negócio.

A receita do pastel de nata foi dada por um amigo ucraniano, os equipamentos são portugueses e o negócio é na Rússia. Vejamos o vídeo publicado pelo canal RTP.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=801529&tm=4&layout=122&visual=61