O pão na rádio portuguesa


É do pão de quem se fala.

No setor, vivem-se tempos muito dinâmicos… abordagens mais competitivas (alicerçadas no preço e acessibilidade) ou mais diferenciadoras, novos conceitos florescem, uns mais virados para o turismo gastronómico e outros para o serviço onde a distribuição é trabalhada doutra forma.

De facto, o pão é um setor de bastante interesse, importância económica e, também, fundamental nas sociedades.

E, também por isto, o padeiro é uma peça fundamental na padaria.

Por muita inovação e por muitos facilitismos que existam, o padeiro continua a ser o principal ativo, que nunca deve ser esquecido e sobrevalorizado, nem por investidores e, muito menos, pelos consumidores. O consumidor é rei.

O programa Prova Oral da rádio portuguesa Antena 3, convidou Mário Rolando e debruçou-se sobre este tema.

Aqui está o link para quem queira ouvir.

Anúncios

Pratos comestíveis de farelo de trigo


Uma ideia que já vimos ser executada há alguns anos mas que tem vindo a ser trabalhada, recentemente, por uma empresa de Santarém.

A ideia merece ser valorizada e apoiada.

Leia a notícia aqui.

O setor de panificação brasileiro tem mãos portuguesas


Embora o artigo deste site tenhs alguns anos, demonstra e muito bem, a importância da comunidade portuguesa no setor de panificação brasileiro.

Os negócios vão passando de gerações em gerações, transformando-se e aperfeiçoando as suas atividades, à medida que o seu principal recurso também evolui: as pessoas.

A padaria está nas mãos e nos genes de quem a trabalha, de quem a faz crescer, seja em Portugal, no Brasil ou em qualquer outro ponto do mundo.

Clique aqui

Feira Tecnipão já tem data marcada


A Feira mais importante para o setor de panificação português já tem data marcada para 2018.

Abril foi o mês escolhido para a realização do certame na Exposalão, localizada na Batalha em Leiria, bem no centro do país.

A realizar-se de 12 a 15 de abril, a Tecnipão será, certamente, a maior mostra de empresas que operam nas indústrias de padaria, pastelaria e outras complementares. Marque já na sua agenda.

 

Saiba mais no site da Exposalão.

http://www.exposalao.pt/displayFair/tecnipao

Já conhece a regueifa folhada?


Foi numa padaria de Ermesinde que nasceu uma fusão de um dos pães mais tradicionais da zona Norte de Portugal, a regueifa folhada.

Agostinho Gomes,  padeiro e pasteleiro de profissão, há muito que tinha a ideia de criar um doce de camadas e recheios a partir da regueifa tradicional de Valongo. «Era um gosto que eu tinha, andei muito tempo de volta daquilo, apliquei-me e agora já ensinei a outras pessoas, mas ninguém consegue fazer igual», diz.


Depois de muito tempo a trabalhar na receita, conseguiu a liga perfeita entre a massa da regueifa e a massa folhada, em três variantes: com manteiga, canela e chocolate.

Fonte: http://www.evasoes.pt/comer/a-padaria-que-inventou-uma-regueifa-aos-folhos/

Fabrico Nacional: Paupério


Biscoitos Paupério
Quem tem acompanhado os episódios do programa televisivo “Fabrico Nacional” certamente deve ter percebido a importância de algumas marcas portuguesas, algumas seculares, na economia portuguesa e promoção da marca PT lá fora. 

Um dos últimos episódios foi a marca Paupério, uma fábrica de biscoitos localizada no norte do país em Valongo, que se dedica à arte da pastelaria desde 1874, num negócio familiar passado de geração em geração.

Para quem não teve oportunidade de ver o programa, partilhamos o link para visualização no final do artigo.

Aqui, poderemos cheirar um pouquinho do que é fabricado diariamente na fábrica Paupério. Biscoitos, bolachas, sortidos e muita história.

Parabéns à RTP por dar a conhecer algumas das marcas presentes no quotidiano português e, também, por promover a indústria e cultura portuguesa. Isto sim é serviço público.

Um episódio da autoria de Catarina Portas e de realização de Ricardo Freitas

https://www.rtp.pt/programa/tv/p34307/e6

Hot Pie abre pastelaria


Hot pie abre pastelaria

Já sabemos que a personagem Hot Pie da Guerra dos Tronos é um dos favoritos pelos espetadores mais gulosos desta série. Pelo menos pelo seu nome que é bem sugestivo. Uma tarte quente vem sempre a calhar… 🙂

Aproveitando o impacto que a Guerra dos Tronos tem conquistado junto dos amantes de séries televisivas, Ben Hawkey, “Hot Pie”, em parceria com Deliveroo, entrou para o negócio da panificação.

You Know Nothing Jon Dough (Tu Não Sabes Nada João Massa), é o nome escolhido para o estabelecimento que juntará delícias do fabrico às delícias televisivas. O nome faz referência a uma frase de Ygritte para Jon Snow que os fãs da série associam a um momento de ternura.

Fonte: http://www.sabado.pt/mundo/detalhe/actor-da-guerra-dos-tronos-abre-pastelaria

Massa folhada em risco?


Parece que a “culpa” é da manteiga. 

A notícia é avançada pelo site britânico The Guardian que refere existir um desequilíbrio do mercado leiteiro na redução da aposta na manteiga, podendo originar numa crise para as massas folheadas, mais concretamente para a pastelaria.

O preço da manteiga têm subido durante os últimos tempos provocada por uma produção errática do leite. A maior parte do leite é produzido para venda no seu estado liquido ou para queijo e natas, produtos com valor se mercado mais alto.

Caso os preços da manteiga continuem a aumentar poderá conduzir-se a quebras na produção ou a um aumento do preço dos produtos de pastelaria com massa folhada, nomeadamente folhados, pastel de nata e outros.

Por outro lado, este aumento do custo da manteiga poderá criar novas oportunidades de mercado. Porque não inovar substituindo a massa folhada por outro tipo de massa com menos gordurosa? Quiçá criar novas referências de produtos como o croissant light  ou more fit?

Seminário Europeu de Panificação em Belo Horizonte – Brasil


ABIP, Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria, e a AMIPÃO, Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (AMIPÃO) promoveram o Seminário Europeu de Panificação, no passado dia 19 de julho, no Hotel Dayrell em Belo Horizonte, Brasil.

Uma iniciativa que contou com a parceria das empresas Ferneto Brasil, Ramalhos e France Panificação.

O evento, de participação totalmente gratuita, contou com a presença do conceituado chefe padeiro francês Jacques Paulin, um expert em farinhas importadas que trouxe um pouco do seu conhecimento.

O Seminário apresentava os seguintes módulos da formação:

– Massas hidratadas,

– Pães rústicos,

– Pães integrais,

– Massas doces.

Pão em casa… Já  conhecia?


De facto é um projeto bastante inovador.

Imagine acordar a um domingo de manha e já ter uma encomenda de pão e/ou pastelaria fresca agendada para entrega em sua casa?

É bem verdade que as típicas padarias de distribuição não são nenhuma novidade é que foram quem dominou o mercado de venda de pão há largos atràs.

Porém, as padarias de pão quente, com a mais valia que o próprio nome indica começaram a ganhar terreno à distribuição. Mas hoje, com uma roupagem que digamos mais moderna e adaptada aos novos tempos, atenta às tendências do mercado, hábitos e rotinas diárias, fazem revitalizar uma ideia de negócio que parecia funcionar apenas em algumas zonas mais rurais.

Já conhece o Pão em Casa?

https://paoemcasa.pt
Lisboa, Santarém, Évora, Coimbra, Viseu, Vila Real e Setúbal são algumas das cidades onde os serviços podem ser adquiridos.